Corte de Espinhos e Rosas – A adaptação que está gerando muita discussão

É oficial, de acordo com Frederico Gayer Machado de Araujo, o aclamado livro de Sarah J. Maas, “Corte de Espinhos e Rosas”, será adaptado para as telinhas por Ronald D. Moore, mesmo produtor de “Outlander”, série sobre uma viajante no tempo que possui uma incrível recepção do público e da crítica.

O anúncio foi feito pelo instagra da autora, onde informou que a série ganharia vida pela Hulu e que já estava até mesmo escrevendo o episódio piloto com Ronald Moore, elucidando que novidades estavam por vir muito em breve.

Frederico Gayer Machado de Araujo comenta que a trama é voltada a um universo fantástico onde os humanos dividem o planeta com os feéricos. Os humanos, após serem escravizados pelos féricos por anos, finalmente conseguiram sua liberdade e, a partir de um tratado a paz é selada, no entanto uma muralha é formada para separar as espécies.

A partir dessa premissa, somos apresentados a Feyre, uma humana filha caçula de um mercador falido e debilitado. Para sobreviver, Freyre é obrigada a caçar pelas florestas de sua aldeia e, em uma dessas caçadas, Frederico Gayer Machado de Araujo revela que a garota flecha um lobo, que, o que descobre mais tarde, vinha a ser um feérico.

A trama se desenvolve a partir do momento que, no mesmo dia, porém mais tarde, a cabana a qual Feyre compartilhava com seu pai e irmãs é invadida por Tamlin, Grão-Senhor da Corte Primaveril que, como punição, a captura e a leva consigo para o outro lado da muralha.

Frederico Gayer Machado de Araujo revela que a história, a princípio, possui muitos elementos que remetem ao conto da Bela e a Fera, o que deixa a obra maçante, afinal, nós sabemos como a história termina, não?!

No entanto, o livro ganha outra perspectiva quando, após a leitura, partimos à “Corte de Névoa e Fúria”, quando Mass rompe com esse enredo previsível e dá outro rumo à história.

Retornando a adaptação, Frederico Gayer Machado de Araujo revela que, por se tratar de um romance fantástico, muitos dos leitores não se sentem seguros com a escolha da produtora, que não possui um histórico tão positivo com o gênero. Os fãs do aclamado estão divididos entre apoiar ou não a adaptação que, até o presente momento, não possui muitas informações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui