Castello Branco diz que preço dos combustíveis no Brasil está abaixo da média internacional

Em meio à polêmica sobre a política de preços da Petrobras, que levou o presidente Jair Bolsonaro a indicar um novo presidente para a estatal, o ainda CEO da petroleira, Roberto Castello Branco, afirmou nesta quinta-feira, 25,  que os preços dos derivados de petróleo não são caros no Brasil. Ele participou de teleconferência com analistas e com a imprensa para falar sobre resultados da empresa no quarto semestre do ano passado. Segundo Castello Branco, uma pesquisa internacional com mais de 160 países mostrou que o preço dos combustíveis no Brasil estão abaixo da média internacional. Para ele, preços abaixo da média podem criar resultados negativos previsíveis e outros imprevisíveis.

Roberto Castello Branco participou dos eventos com uma camiseta com “Mind the gap”, que em tradução seria como “cuidado com o vão” e falou sobre o significado. “E nós resolvemos nos compararmos com o que há de melhor e fechar a diferença de performance que nos separa das melhores companhias de petróleo do mundo. O Mind the gap simboliza isso”, disse. Roberto Castello Branco deve permanecer à frente da Petrobras até 20 de março. Ele deixa para o futuro CEO da estatal, o general Joaquim Silva e Luna, que ainda precisa receber aprovação interna, uma empresa com trajetória de queda no endividamento, atingindo as metas de produção e aumento de produtividade.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga