Dólar cai com cenário externo; Ibovespa recupera os 122 mil pontos

Os principais indicadores do mercado financeiro brasileiro fecharam no campo positivo nesta segunda-feira, 17, com o recuo do dólar ante a cesta de moedas emergentes e a despeito do clima negativo no cenário internacional com dados abaixo do esperado da economia da China. No cenário doméstico, o clima é pressionado pelos desdobramentos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no governo. O dólar fechou com leve queda de 0,09%, cotado a R$ 5,266 depois de alcançar a máxima de R$ 5,320 e mínima de R$ 5,247. O câmbio encerrou a sexta-feira, 14, com queda de 0,8%, a R$ 5,271. Na semana, a moeda norte-americana acumulou alta de 0,8%, interrompendo seis períodos seguidos de queda. Ignorando o mau humor internacional e impulsionado pelas ações ligadas as commodities, o Ibovespa, referência da B3, avançou 0,83%, aos 122.937 pontos, e chegou a operar acima dos 123 mil pontos. O principal índice da Bolsa de Valores brasileira fechou a semana passada com avanço de 0,97%, aos 121.880 pontos.

Dados do governo chinês mostraram a alta de 9,8% da produção industrial em abril, na comparação com o mesmo mês de 2020, abaixo do avanço de 14% em março. As vendas do varejo registraram alta de 17,7%, ante previsão de 25% dos analistas, e avanço de 34,2% do mês anterior. Além da desaceleração da economia chinesa, regiões de Cingapura e Taiwan registraram novos surtos do novo coronavírus, gerando mais incertezas para a recuperação da economia global. Os investidores também aguardam pela posição do Banco Central dos Estados Unidos (Fed, em inglês) nesta quarta-feira, 19, sobre a política monetária após a inflação vir bastante acima das expectativas em abril. Os mercados temem pela reversão dos estímulos, o que poderia refletir na queda do crescimento da principal economia do globo e na redução da injeção de dólares nos mercados internacionais.

No cenário doméstico, a CPI da Covid-19 retoma os trabalhos nesta terça-feira, 18, com o depoimento do ex-chanceler, Ernesto Araújo, enquanto o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, será ouvido pelos senadores na quarta, 19. O relator da reforma administrativa na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, deputado Darci de Matos (PSD-SC) afirmou que o texto encaminhado pelo governo federal no ano passado é constitucional. Após a leitura, a presidente da CCJ, deputada Bia Kicis (PSL-DF) concedeu vista coletiva para que os parlamentares analisem a peça. Os debates deve ser retomados na próxima quinta-feira, 20. Na agenda de índices, o Boletim Focus revelou que o mercado financeiro revisou para cima a expectativa de alta do Produto Interno Bruto (PIB) de 2021 para 3,45%, ante 3,21% na semana passada. A estimativa para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o medidor oficial da inflação brasileira, também foi alterado para alta de 5,15%, contra a previsão de 5,06% na edição anterior. O Monitor do PIB da Fundação Getulio Vargas (FGV) apontou alta de 1,7% da economia no primeiro trimestre e queda de 2,1% no mês de março.