Dólar oscila com expectativa de avanço de pautas econômicas; Ibovespa sobe

O mercado financeiro brasileiro mantém o bom humor nesta quarta-feira, 3, com investidores especulando o avanço da pauta econômica com o novo comando do Congresso e pelo otimismo nas Bolsas internacionais. Às 12h50, o dólar avançava 0,37%, a R$ 5,374, após a passar toda a parte da manhã em queda. A divisa chegou a bater a máxima de R$ 5,393, enquanto a mínima não passou de R$ 5,322. O dólar fechou na véspera com queda de 1,74%, cotado a R$ 5,354. O viés positivo nos mercados globais com o início da tramitação do pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão para a economia dos Estados Unidos também impulsiona a Bolsa de Valores brasileira. O Ibovespa, principal índice da B3, subia 1,34%, aos 119.815 pontos. O pregão desta terça-feira, 2, fechou com alta de 0,61%, somando 118.233 pontos.

Na pauta doméstica, o mercado ainda repercute as vitórias dos candidatos do governo para o comando do Legislativo. Mais cedo, o deputado Arthur Lira (PP-AL) e o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), divulgaram uma carta manifestando apoio a uma série de pautas encaminhadas pelo Ministério da Economia para alancar o crescimento do país. Entre as pautas, se destacam o comprometimento com as reformas tributária e administrativa, PEC emergencial e do pacto federativo. Apesar do otimismo com a renovação do comando do Congresso, economistas e analistas do mercado afirmam o ímpeto reformista dos novos presidentes pode ser menor do que o tamanho das necessidades do país, refletindo em um avanço da pauta econômica para um potencial aquém do ideal. Os parlamentares se reuniram com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ainda na manhã desta terça e afirmaram que irão começar hoje os encontros com os responsáveis pelas matérias para definir prazos e discutir prioridades. Na busca por uma boa relação entre os Três Poderes, a dupla deve se encontrar também com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)Luiz Fux, em breve.