Em carta a Doria, concessionárias defendem reabertura de lojas em SP

Concessionárias de veículos solicitam ao governo de São Paulo a reabertura das lojas durante a Fase Emergencial do Plano São Paulo. A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), entidade que representa o setor, coloca que há segurança no interior das empresas, poucos funcionários e a apresentação dos modelos aos clientes é fundamental para as vendas. A federação enviou o pedido em uma carta ao governador João Doria e não pretende levar a questão para a Justiça. Atualmente, o Estado de São Paulo representa 30% do mercado nacional dos veículos zero quilômetro.

No mês de fevereiro, a produção e o licenciamento de veículos recuaram no Brasil, em razão da falta de peças e pelos novos fechamentos do comércio após aumento das mortes pela Covid-19. A produção caiu 1,3% sobre janeiro e 3,5% na comparação com o mesmo período em 2020. Já as vendas de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos caíram 2,2% sobre janeiro deste ano e 16,7% sobre fevereiro do ano passado. A capital paulista atingiu nesta quinta-feira, 18, a ocupação de 88% da ocupação dos leitos de UTIs para Covid-19. Mesmo assim, a Fenabrave considera incompreensível o fechamento das concessionárias, já que as oficinas e pós-venda seguem funcionando.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos