Herdeiros da Samsung doarão obras de Picasso e Monet para reduzir imposto bilionário sobre herança

Os herdeiros da Samsung anunciaram que irão doar obras de arte de Pablo Picasso, Salvador Dali e Claude Monet para tentar reduzir impostos sobre herança que chegam a US$ 10,8 bilhões, o que equivale a aproximadamente R$ 57,9 bilhões. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 28, pela Samsung através de comunicado. Lee Kun-hee morreu em outubro de 2020 e deixou um patrimônio de 22 trilhões de wons (US$ 19,8 bilhões de dólares). Entretanto, por conta da legislação da Coreia do Sul sobre o tema, seus herdeiros terão que arcar com um imposto cujo valor corresponde a mais da metade do recebido pelos filhos de Kun-hee. Dentre eles, está Lee Jay-yong, que cumpre pena de dois anos e meio de prisão por corrupção.

No comunicado, a Samsung afirma que a família Lee “espera pagar mais de 12 trilhões de wons em impostos” sobre a fortuna. “Este pagamento de imposto sobre a herança é um dos maiores já feitos na Coreia e no mundo”, diz a empresa, que também explica que a dívida será paga em seis prestações. Ao todo, 23 mil obras da coleção serão doadas, incluindo 14 peças registradas como Tesouros Nacionais, que irão para o Museu Nacional da Coreia. Estima-se que a coleção inteira vale entre 2 e 3 trilhões de wons. Além disso, a herança inclui ações na Samsung Electronics, Samsung Life e Samsung C&T e imóveis.