Hotel de São Paulo com 160 quartos fecha as portas por impactos da Covid-19

Mais um hotel fechou as portas em São Paulo devido aos impactos do coronavírus. O hotel Matsubara, localizado no bairro do Paraíso, na Zona Sul, não suportou os tempos difíceis e encerrou as atividades. Um levantamento da Prefeitura municipal mostra que outros 27 hotéis fecharam definitivamente e outros 12 temporariamente. O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em São Paulo, Ricardo Roman Júnior, destaca que a situação, que já era crítica, ficou ainda pior com a segunda onda. “Nós já estamos há um ano perdendo dinheiro, desde quando começou a pandemia, em março do ano passado. A grande diferença é que agora estamos sem capital de giro e os governos ainda não ajudaram”, afirmou. A crise provocada pela Covid-19 afeitou durante o setor de turismo da capital. A taxa de ocupação dos hotéis no município caiu 58,7% em 2020, na comparação com o ano anterior. Com isso, a arrecadação foi 64,3% menor, resultando em 6,6 milhões de diárias a menos no ano passado. Ainda segundo a pesquisa, 68% dos estabelecimentos demitiram funcionários no segundo semestre, o que coloca em dúvida a retomada do setor após a pandemia.

“Eu vou dar como exemplo a crise econômica de 2015. A hotelaria só foi recuperar os mesmo índices em 2019, demorou quatro anos. Agora, nós temos duas crises em uma, que é a econômica e sanitária. Portanto, a forma de fazer turismo mudou. O primeiro a retomar, como já vimos em 2020, é o lazer só que os outros dois públicos? Não conseguimos sobreviver com um terço [das atividades]. Também precisamos do coorporativo e de eventos, e os hotéis na capital paulista, que amarguraram 10% de ocupação em 2020?”, questionou. No documento, a prefeitura avalia que o fluxo de turistas estrangeiros deve continuar em baixa porque, apesar de o dólar estar valorizado em relação ao real, o cenário atual não é favorável para o turismo no Brasil.

*Com informações do repórter Daniel Lian