Ricardo Barros nega que capitalização da Eletrobras cause aumento na conta de luz

O deputado federal Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, negou que as Contas de luz possam aumentar por causa da capitalização da Eletrobras. De acordo com ele, isso pode acontecer apenas por outros motivos — como risco hídrico, já que o país enfrenta a maior seca dos últimos anos. “Isso faz que gere menos energia hidrelétrica, que é barata, e mais energia térmica, que é cara. Nos últimos anos o megabit ficou em R$ 60 e o risco hídrico, que são as bandeiras, em R$ 47. Agora ele é da empresa e não do consumidor.”

Barros também explicou que a estatal não vai passar por uma privatização — mas, sim, uma capitalização. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, ele afirmou que acredita que as próximas etapas vão correr com tranquilidade. “Há um compromisso de agenda do Congresso Nacional com as reformas, todas elas. Com as privatizações, desestatizações. A capitalização da Eletrobras está em um contexto bastante positivo. Tudo o que foi acordado foi aprovado, nenhuma alteração. Acredito que teremos celeridade nesse processo.”

O parlamentar afirmou que essa capitalização vai ser uma alavanca para o desenvolvimento do Brasil. “A capitalização permite que o governo mantenha 45% do capital, mas exerça só 10% de direito de voto para direção. Ele vai ter que se entender com demais acionistas provados para estabelecer a direção. Mas a empresa vai ficar mais ágil, vai gerar mais empregos, mais impostos. A parte menor do governo vai valer mais que a parte maior que tem hoje. Não há nenhum prejuízo para o Estado ou para o contribuinte.”