Pesquisadores desenvolvem protótipo de vacina capaz de proteger contra zika e meningite

Pesquisadores da Unicamp, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, desenvolveram um protótipo de vacina capaz de proteger contra a zika e a meningite meningocócica. Os institutos de Biologia e Química, além de dois laboratórios da instituição apoiaram a pesquisa.

O estudo já resultou no pedido de registro de patente, e na publicaçao de artigo na revista Scientific Reports.

Como as estruturas químicas do vírus da zika e da bactéria são semelhantes, os pesquisadores decidiram tentar reunir as duas patologias.

A Faculdade estudava uma vacina para meningite há seis anos e foi quando surgiu a possibilidade de combiná-la com a zika.

Para juntar as duas patologias os pesquisadores utilizaram uma técnica chamada cisalhamento. Em seguida, foram feitos testes em camundongos, quando os primeiros resultados surgiram. A próxima etapa é dar continuidade aos testes e verificar a possibilidade de produzi-la em escala industrial.

Para a vacina ser disponibilizada seriam necessários ao menos mais cinco anos de estudo.