Josué Eraldo da Silva menciona o quesito sustentável na construção civil

Com anos de história, a engenharia é um dos setores com mais tempo de atuação do que qualquer outra profissão ao redor do mundo. Através disso, as evoluções tecnológicas e a realidade da globalização transformaram drasticamente as profissões e o universo do mercado de trabalho, principalmente para a engenharia.

Na visão do especialista em construção civil e proprietário da Jacitara de Indaiatuba, Josué Eraldo da Silva, considera que um dos segmentos mais crescentes está sobre o tema sustentável na atualidade. Como a engenharia é um dos setores que mais dependem de matéria prima, há anos que a construção civil gerou um impacto extremamente negativo para a natureza.

O meio ambiente necessita dos seus recursos para sobreviver, e é devido a isso que os conceitos como sustentabilidade e uso racional dos recursos naturais são a base de uma nova linha de pensamento.

Dessa forma, de acordo com Josué Eraldo da Silva, muitos profissionais passaram a materializar os focos renováveis. Portanto, trata-se de uma área interdisciplinar na qual o engenheiro precisa estar atento a todos os requisitos da legislação e aberto a uma convivência com profissionais dos mais diversos campos, já que, geralmente, as soluções nesse setor envolvem um trabalho de interação e cooperação.

Além disso, esse tema vem em conjunto com os desafios da eficiência energética. Para Josué Eraldo da Silva, esse é um dos temas que mais vem gerando investimentos no campo de energia limpa. Optar pela sustentabilidade já está quase se tornando uma obrigação.

Com recursos naturais finitos e poluentes, o setor sustentável está acelerando seus processos 100% a mais. Utilizar energia inesgotável e limpa já é uma das vantagens mais avançadas já existentes no mercado internacional.

No Brasil, por exemplo, o energia solar e eólica é as que mais estão sendo investidas e utilizadas na última década. Portanto, lidar com os escassos recursos naturais constitui um dos principais desafios que se impõem às gerações presentes e futuras. A área de eficiência energética trabalha justamente nesse nicho: propor soluções para os processos e projetos, adotando conceitos de utilização racional dos insumos energéticos.

Dessa forma, é possível perceber que trata-se de tema emergencial, importante e eficaz. Por isso, é essencial que profissionais estejam um passo à frente das inovações. O tema requer, para Josué Eraldo da Silva, uma linha de profissionais interessados em obter capacitação constante no sentido de gerar competências que possibilitem uma atuação pautada em conceitos de racionalidade e eficiência no uso de recursos naturais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui