Quem é Andy Jassy, que substituirá Jeff Bezos como CEO da Amazon

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, deixará o cargo de CEO até o terceiro trimestre de 2021, quando passará a atuar como presidente-executivo do conselho da multinacional. O seu objetivo é ter mais tempo para cuidar de seus outros empreendimentos, que incluem o jornal The Washington Post e a empresa astronáutica Blue Origin, além das entidades filantrópicas Day One Fund e Earth Fund. Considerado o homem mais rico do mundo pela revista Forbes e o segundo mais endinheirado pela Bloomberg, Jeff Bezos deu início ao que se tornaria a Amazon em 1964, quando criou uma loja de livros online. Esse ano, ele será substituído enquanto CEO por Andy Jassy, que atualmente comanda os serviços de armazenamento e processamento da empresa.

Quem é Andy Jassy?

Andy Jassy, de 52 anos, obteve o seu MBA na Universidade de Harvard e logo em seguida começou a trabalhar no departamento de marketing da Amazon, em 1997. Mais tarde, ele ficou responsável por liderar um grupo de 57 pessoas que lançaria em 2006 o Amazon Web Services (AWS), um serviço de armazenamento de dados na nuvem que é utilizado por milhares de empresas, escolas, aplicativos e até governos. Multinacionais como Netflix e Airbnb, por exemplo, usam o serviço. Atualmente, a Amazon domina 30% do mercado de computação em nuvem e fatura US$ 40 bilhões por ano com esse produto, cifras que levaram a Microsoft e o Google a anunciarem sua intenção de expandir os seus próprios negócios no setor. Com poucas aparições na mídia até agora, Jassy expressa as suas opiniões pessoais principalmente através do seu perfil oficial no Twitter. Ali, ele já defendeu o fim da violência policial e do racismo e demonstrou ser contra as políticas de imigração restritivas que marcaram o governo do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Ele também é dono do time de hóquei Seattle Kraken.